Fabrício Dotto

About Fabrício Dotto

Médico Veterinário, Formado na Universidade Estácio de Sá em Fev/2005, Clínico Geral, Cirurgia Geral e Intensivista. No Rosa Valente, dá dicas para o seu pet.

Abril Laranja

By |2018-04-12T17:02:13+00:00abril 16th, 2018|Categories: PETS|Tags: , , , , , , , , , , |

Olá, galera!

Hoje minha coluna veste laranja, afinal, estamos no mês de abril, o escolhido pela ASPCA – Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade aos Animais – como “mês de prevenção da crueldade contra animais”.

A logomarca da campanha é um laço no estilo das campanhas humanitárias diversas, cuja coloração é o laranja.

É um tema muito forte e com bastante discussão, pois existem opiniões diversas sobre o que é ser cruel com os animais.

Não estou aqui para falar se é certo ou errado, apenas para lembrar que nossos Pets, nossos animais domésticos, selvagens, exóticos e silvestres precisam de carinho e amor!

Precisamos parar de lamentar em sites, post, vídeos e mensagens, temos que tornar nosso mundo melhor, com mais amor próprio, mais amor com os outros (animais também). Devemos fazer e espalhar o bem, esperar o que há de melhor em nossos irmãos de duas e quatro patas, dos de asas, dos com nadadeiras e aqueles que não vemos. Rsrsrs (Risos)

Já existem leis que coíbam essas atitudes criminosas, não podemos ficar calados ao vermos esse tipo de violência acontecendo diante de nós!!

Nossos pets nos ensinam todos os dias o que é amor, o quão felizes eles olham para gente, seus rabos longos ou “cotós” balançando tão rápido, suas colunas se torcendo, seus latidos e miados de felicidade ao apenas nos vermos ao chegar em casa, ao ouvir o ruído do carro, elevador, interfone e etc.

Até mesmo após colocarmos de castigo quando fazem “bagunça”, eles

Burnout e a Síndrome da Compaixão na Medicina Veterinária

By |2018-02-01T14:32:21+00:00fevereiro 2nd, 2018|Categories: Psicologia, Reflexões|Tags: , , , , , , , , , , |

Olá, galera. Hoje trago o texto de um colega de profissão que fala sobre Burnout e a Síndrome da Compaixão, segue o texto abaixo!

BURNOUT é uma palavra em inglês que está relacionada com uma sensação de exaustão emocional. Como se alcançássemos o limite para lidar com os desafios na profissão. Nenhuma atividade profissional é livre de desafios emocionais, mas algumas delas lidam diretamente com a ansiedade em níveis acima do cotidiano da maior parte da população. Imagine a cabeça do palito de fosforo incandescendo: é efetiva, brilhante, funcional e, depois, apaga. Um palito de fósforo queimado não oferece mais fogo, energia, está esgotado no seu principal potencial. To burn, em inglês, significa queimar e burnout significa queimado, estafado ou, melhor, esgotado. O esgotamento emocional relacionado à profissão foi apresentado para a comunidade científica como uma justificativa para um mal cada vez comum: a exaustão oriunda da atividade profissional. É objeto de estudos dos psicólogos por quem eu sempre tive uma admiração imensa. A enfermidade da alma sempre me chamou mais atenção quando comparada àquelas físicas. Esse sofrimento é incisivo e cruel. eu posso garantir.

Por que os médicos veterinários sofrem mais? São inúmeras as justificativas, mas a principal dela é que vemos mais pacientes morrerem quando somos comparados com outras profissões ligadas à cura. Sofremos pelo nosso paciente – mas não estamos lá para sofrer – somos acionados para curar. E é assim que muitas vezes somos tratados. Uma parte da sociedade deixa claro que se gostássemos de animais, não seríamos médicos

Outubro Rosa PET

By |2017-10-26T10:21:05+00:00outubro 26th, 2017|Categories: PETS|Tags: , , , |

Olá, galera do blog! Estamos no mês de outubro, mês que lembramos das campanhas de prevenção ao câncer de mama. Mas o texto de hoje é para mostrar que os nossos pets também sofrem com essa enfermidade. A doença afeta cerca de 50% dos animais de sexo feminino e, por se tratar de um assunto pouco falado, nos ressalta a necessidade de conscientizar os donos sobre a importância dos exames periódicos e do diagnóstico precoce da doença, que, assim como nos humanos, pode aumentar em até 90% as chances de cura.

Procure um Médico Veterinário para lhe orientar sobre o diagnóstico precoce e como podemos evitar ou diminuir o aparecimento dessa doença. Castrando as fêmeas antes do primeiro cio, por exemplo, diminuímos as chances do aparecimento do câncer de mama. Já as chances desenvolvimento da doença sobe de 0,5% para 26% em animais castrados somente depois do segundo cio.

O tratamento é sempre cirúrgico, onde é feita a retirada, parcial ou total, da mama afetada. Em seguida, um exame histopatológico do nódulo removido é realizado para definir se o pet vai precisar ou não de quimioterapia.

Médicos veterinários já apontam a incidência de nódulos malignos nas mamas de cadelas em 50% das pacientes atendidas, já nas gatas o número sobe para 80%. Nestes casos, é recomendado a retirada de todos os nódulos de mama para avaliação histopatológica e diagnóstico tumoral.

O tão temido tratamento de quimioterapia, com seus efeitos colaterais, deve ser realizado sem medo. Muitas vezes os Pets não desenvolvem efeitos colaterais como

Hora de Embelezar seu Pet

By |2017-10-10T15:01:35+00:00outubro 5th, 2017|Categories: PETS|Tags: , , , , , |

Olá galera, estou aqui no blog para ajudar vocês com dicas para o seu pet.

Hoje vamos falar sobre embelezamento canino. Os pets em geral são animais que necessitam cuidados com sua aparência, algumas raças de cães e gatos exigem cuidados quase que diários para termos uma pelagem saudável e bonita.

Existem vários tipos de produtos para auxiliar nessa tarefa, alguns exemplos disso são xampus especiais, clareadores, tonalizantes e abrilhantadores que, além de facilitar a secagem, deixam os pelos macios e sedosos. Escovas de chocolate e silicone para proteger a fibra dos pelos e diversos tipos de tratamentos de beleza para os seus pets!

Além disso, existem algumas outras dicas para manter a beleza do seu amiguinho em dia. Corte as unhas e limpe os ouvidos retirando o pelo.

Existe um tipo de tosa especifica para cada raça. Algumas são tosas inovadoras outras são tosas “arte”, onde podemos pedir para os profissionais usarem sua imaginação fazendo diversos desenhos e cores variadas. Mas é preciso ter cuidado, alguns produtos podem causar problemas de saúde.

Manter seu animal tosado, limpo e de banho tomado, ajuda a manter ele mais saudável e dentro do bem-estar animal.

O animal que frequenta um banho e tosa deve estar com suas vacinações/vermifugações em dia e manter o controle de ectoparasitas (pulga, carrapato e sarnas) para evitar contaminar outros animais.

Devemos nos lembrar sempre que a saúde do animal depende exclusivamente de você. Esse tipo de serviço deve ser feito por profissional da área e preferencialmente em estabelecimento que possua a presença de um

Pet: Saiba como escolher o seu

By |2017-09-18T11:01:18+00:00abril 11th, 2017|Categories: PETS|Tags: |

Olá galera, estou aqui no blog para ajudar vocês com dicas na hora de escolher seu novo animalzinho. Quando vamos adotar ou comprar um pet para viver com a gente, procuramos apenas por afinidades e características físicas, como pelagem curta ou longa, coloração do pelo, tamanho do animal, etc. Nesse momento, muitas vezes esquecendo do principal, como e em qual ambiente esse animal viverá. Além disso, a disponibilidade de tempo que você pode doar para seu animal precisa ser pensada com carinho. Ates de tomar sua decisão final, pense também nos custos que um novo amigo pode lhe causa e se você possui condições de arcá-los

A índole e o temperamento do seu pet, precisa combinar com a personalidade e estilo de vida do seu dono. Em uma mesma ninhada ou grupo de pets, é possível encontrar animais com diferentes comportamentos. Felinos, por exemplo, são animais mais independentes e conseguem viver com menos atenção do que os caninos. Sempre que for adotar ou comprar um pet, procure informações sobre os hábitos desse animal e compare com os seus.

Alguns cuidados na hora da escolha do seu pet podem dar mais qualidade de vida para você e para o seu pet. Todos os animais precisam de dedicação dos seus donos, alguns mais outros menos. Não podemos esquecer que, assim como nós, os animais também possuem sentimentos e muitas vezes esses fatores são mais evidenciados pela forma e estilo de vida que levamos. Certifique-se de ter tempo disponível para o seu pet. Ter tempo

Dicas de cuidados para ter com o seu filhote

By |2017-09-18T11:00:20+00:00maio 3rd, 2016|Categories: PETS|Tags: , |

No texto anterior vimos algumas dicas para escolher seu pet e agora precisamos aprender a cuidar do seu novo amigo.

Ao adotar um animalzinho pela primeira vez, é importante tomar uma série de cuidados, uma delas é leva-lo ao veterinário. Para evitar problemas futuros, prestar atenção na saúde do seu pet é essencial.  No lugar onde foi encontrado e no consultório veterinário, aproveite para tirar todas as suas dúvidas, procure saber se ele já vacinado, qual tipo de ração pode comer e se já foi vermifugado.

Essas informações são muito importantes na primeira consulta do seu pet, pois podem levar a diagnósticos prematuros de doenças graves, melhorando seu prognóstico. Em caso de seu pet ser filhote, ele é mais suscetível a doenças viróticas e verminoses, que podem deixar sequelas ou até mesmo levá-lo ao óbito.

Normalmente, seus pets passam por exames clínicos e físicos. Logo após, alguns protocolos terapêuticos são prescritos e precisam ser seguidos pelos donos. A vacinação é muito importante, devendo ser seguida rigorosamente e aplicada apenas por um profissional médico veterinário.

Agora que seu amigo já está vacinado e medicado, chegou a hora de ir par casa curtir todo amor e carinho que seu novo amigo pode proporcionar para você e vice-versa.

Benefícios do convívio entre animais e pessoas com necessidades especiais

By |2017-09-18T10:59:22+00:00maio 3rd, 2016|Categories: PETS|Tags: , , |

Hoje vamos abordar um tema que vem crescendo muito nos últimos anos, os benefícios do convívio entre animais e pessoas com necessidades especiais.

Há alguns anos a equoterapia e o cão guia são usados para auxiliar na socialização e desenvolvimento da mobilidade, equilíbrio, coordenação motora (fina e grossa) e também para facilitar o aprendizado dos humanos. Recentemente temos visto vemos cães e gatos fazendo parte do tratamento de seres humanos em hospitais e centros de reabilitação.

Os animais “doutores” trazem alegria para seus pacientes, funcionam como fonte de inspiração, superação, coragem e etc. O tato nos pelos dos animais, o calor dos seus corpos, os roçares de cabeça, abanos de cauda, o brilho no olhar deles pedindo atenção e carinho sem ver credo, cor ou deficiência, ajudam na autoestima de seus “pacientes”. Animais portadores de necessidades especiais se adaptam muito fácil e rápido a suas novas necessidades. Ao ver um pet realizar uma terapia conjunta com o ser humano, muitos podem ficar surpresos.

Pois bem, o animal não é médico, ele é apenas um dos recursos que são utilizados para a terapia. O fato do bichinho apertar ali ou aqui e deitar sobre quem está em tratamento ajuda o paciente em suas percepções nervosas, expande a autoestima e fortalece o paciente psicologicamente. Existem também animais treinados para diversos tipos de necessidades especiais, como cães guia para cegos, cães treinados para “prever ataques convulsivos”, entre outros.

Os Pets são cada vez mais utilizados para tratar seres humanos em diversas áreas, inclusive para amenizar a solidão