De cara limpa, famosas assumem o MELASMA em suas redes sociais. Ivete Sangalo, Cleo Pires e Fernanda Souza divulgam a luta diária contra essa doença da pele tão temida pelas mulheres.

Mas afinal, o que é o MELASMA?

Melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, geralmente na face. Apesar de ser mais comum em mulheres, pode ser visto em homens também.

Não há uma causa definida para o melasma, está relacionada, principalmente, à exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. Fatores hormonais e predisposição genética também influenciam no surgimento das manchas. Além disso, fatores hormonais como uso de anticoncepcionais e gestação podem favorecer as manchas.

Como exposto pela cantora Ivete Sangalo, a alteração hormonal na gravidez potencializa a produção de pigmentos na pele. A piora das lesões que pode se tornar mais evidentes quando há exposição solar durante a gravidez. Apesar disso, após o parto ou a suspensão do anticoncepcional, as manchas podem persistir.

A luz visível, como as de lâmpadas, computadores e luzes artificiais pode contribuir para a piora das manchas da pele. Por isso o uso de filtro solar, mesmo em lugares fechados, é recomendado!

Não existe a cura para o melasma, ou seja, desconfie de qualquer tratamento “milagroso”!

Mas isso não significa que não haja tratamento. O mesmo irá depender de cada caso individualmente por haver algumas formas de apresentação das manchas, assim como profundidade do pigmento na pele.

Existem vários produtos com ação clareadora, como hidroquinona, ácido kójico, ácido tranexâmico, tretinoína entre outros. Além de tratamentos à laser, microagulhamento e peelings, porém somente seu dermatologista pode escolher o melhor produto para a sua pele.

Evite a auto-medicação que pode ocasionar efeitos colaterais graves.

É importante que haja consciência da necessidade de proteção solar diária e rigorosa, evitar o excesso de radiação sempre que possível, além do acompanhamento periódico com seu médico dermatologista.