Tecnologia da Informação como propulsora para Acessibilidade

By |2018-09-27T15:41:33-03:00setembro 27th, 2018|Categories: Curiosidades, Moda|Tags: , , |

Em geral definimos a TI ou Tecnologia da Informação como um conjunto de todas as atividades e soluções providas por recurso de computação que visam a produção, o armazenamento, a transmissão, o acesso, a segurança e o uso das informações. Assim, num contexto mais amplo, é notório que podemos considerar a TI como um elemento propulsor para a Acessibilidade.

Abordarei neste artigo os aspectos da Tecnologia da Informação e sua capacidade de elevar o nível de acessibilidade, não apenas a produtos, serviços e informações como também a sua influencia na rotina do dia a dia do cidadão.

Um Censo realizado em 2010 pelo IBGE apontava que 45,6 milhões de pessoas declararam ter ao menos um tipo de deficiência, o que corresponde à época  23,9% da população brasileira. A deficiência visual foi a mais apontada, atinge 18,8% da população. Em seguida vêm as deficiências motora (7%), auditiva (5,1%) e mental ou intelectual (1,4%).

Das Políticas Públicas

Talvez o maior desafio esteja na capacidade de apresentar à sociedade a realidade vivenciada por aqueles que possuem diversas necessidades ligadas à acessibilidade, pois sem visibilidade dos problemas, não existe comprometimento nem engajamento por soluções.

A Tecnologia da Informação já despontava no Censo de 2010, onde a cidade de São Paulo é a que detinha o maior número de pessoas com deficiência que utilizavam computadores e internet. De lá pra cá, vem se trabalhando e desenvolvendo o tema “Acessibilidade Digital”.

Em nota, a Prefeitura de São Paulo, registra em seu Portal de Acesso a informação que “Sem acessibilidade na web,

BAO

By |2018-07-23T10:24:48-03:00julho 26th, 2018|Categories: Curiosidades|Tags: , , |

“Os Incríveis 2” estreou dia 28 de junho e entre os trailers, propagandas e o início do filme propriamente dito algo que ninguém sabia o que era apareceu. Propaganda? Trailer? Não. Está longo demais. É UM CURTA! “Ah, que bonitinho ela adotou uma comida que ganhou vida”. “MEU DEUS ELA COMEU O FILHO!”. O que que está acontecendo? Gente. Espera. Uffa, era uma metáfora. MEU DEUS É UMA METÁFORA. Vou chorar. chorei.

Foram essas as frases que eu e meus três amigos que me acompanhavam soltávamos enquanto estávamos assistindo ao curta-metragem “​Bao”. 

O curta é dirigido por Domee Shi, primeira mulher a comandar um curta-metragem da famosa Pixar. “Bao” tem dois significados, segundo a diretora em entrevista para a EW (http://ew.com/movies/2018/03/30/pixar-bao-first-look/). O primeiro é “pãozinho cozido no vapor” e o segundo é “precioso, tesouro”. Baseada em sua própria história de vida, Shi trouxe para a animação o duplo sentido da palavra: em pouco mais de 7 minutos ela traz às telonas a relação mãe-filho e as dificuldades que pais imigrantes possuem ao criar seus filhos em duas culturas diferentes.

O filme não tem falas e mesmo assim consegue levar o público infantil e adulto às lágrimas. De certo muitos ali se viram naquelas cenas. O pequeno pãozinho chinês e sua mãe possuem uma história universal e de fácil identificação de qualquer público mostrando os pais que fazem de sua para proteger os filhos e as tentativas dos filhos de trilharem o seu próprio caminho.

Sei que esse

A Bênção do Papa

By |2018-03-06T16:41:15-03:00março 7th, 2018|Categories: Curiosidades|Tags: , , , , , |

Uma das nossas únicas certezas em Roma era de que queríamos ver o Papa. Chegamos lá e minha irmã, Carla, foi logo pesquisando na internet como faríamos para realizar nosso desejo.

Foi assim que ela descobriu que nas quartas-feiras existia uma audiência com o Papa e que, para participar, era necessário fazer uma inscrição e seguir uma série de passos burocráticos se quiséssemos ter o privilégio de vê-lo mais de pertinho. Feito tudo isso, agora só tínhamos que aguardar o e-mail de confirmação de que teríamos nossos lugares garantidos na ”Piazza San Pietro”. O tão esperado e- mail chegou pedindo para que a Carla fosse até o Vaticano buscar nossos convites.

No tão aguardado dia nós acordamos cedinho e nos dirigimos até ao Vaticano para pegar um bom lugar. Entrando no local, os seguranças disseram que eu e mais um acompanhante poderíamos ficar em um local mais privilegiado para assistir a missa celebrada pelo Papa Francisco. Então, eu e minha mãe nos dirigimos até o espaço que nos foi indicado, que realmente era bem mais perto. Ali era reservado para portadores de necessidades especiais.

Começou a tocar uma música muito alegre e ao mesmo tempo seu som parecia mágico. A melodia anunciava que o Papa estava adentrando a Piazza. Aquela música de letra simples, mas um tanto simbólica, deixou meu coração cheio de felicidade e gratidão por poder participar de um momento tão grandioso na minha vida. Quando avistamos o Papa móvel eu fiquei radiante. Ele passou bem atrás da gente e eu

Sobre ADEJ – Associação de Deficientes Físicos de Joinville.

By |2017-11-07T09:05:20-02:00novembro 7th, 2017|Categories: Curiosidades|Tags: , , , |

Convido todos os que se fazem presente nessa publicação para conhecer esse lindo trabalho de Fé, Amor e Caridade, Solidariedade Humana.

Antes de qualquer coisa, quero compartilhar a carta do presidente da ADEJ, Professor Sérgio Luiz Barreto de Sá, com o propósito de apontar diretamente o objetivo e missão dessa instituição. Acredito que a leitura ajuda a dar continuidade neste trabalho, além de esclarecer ao público a verdade daqueles que se disponibilizam a servir solidariamente e agir em prol do ser humano.

Respeitosamente aproveitando o final da carta,  Deus não ama apenas quem dá com alegria, mas também aqueles que são felizes no ato de doar, participar, envolver-se e sentir.
Dando continuidade, mostro agora o encontro da ADEJ com outras associações. Juntos realizaram algumas reivindicações e, na sua maioria, obtiveram sucesso.

 

É bom saber que é possível realizar propósitos com persistência, dedicação e valores de caráter humano!

Parabenizo e agradeço ao presidente e professor Sérgio Luiz Barreto de Sá e toda a sua equipe eficiente da ADEJ, nada seria possível sem a prestimosa colaboração de seus membros solidários e dedicados. Agradeço também os pertencentes às outras associações. Concluo essa mostra oficial da ADEJ convidando a todos que curtem o nosso ROSA VALENTE a acessarem também o site da ADEJ. Vamos acompanhar?

Em uma nota pessoal, autorizo-me a compartilhar que, ao longo dos anos, o Professor Sérgio Luiz Barreto de Sá e sua esposa, Sra. Virginia Lyra Barreto de Sá, sempre