De Setembro a Setembro

“Em 1994, um jovem americano de apenas 17 anos, chamado Mike Emme, tirou a própria vida dirigindo seu carro amarelo. Seus amigos e familiares distribuíram no funeral, cartões com fitas amarelas e mensagens de apoio para pessoas que estivessem enfrentando o mesmo desespero de Mike e a mensagem foi se espelhando mundo afora”, esse é o motivo da fita ser da cor amarela.

Estamos em novembro, porém devemos continuar falando da prevenção do suicídio todos os meses, pois falar é a melhor solução. Nos últimos anos, estamos perdendo mais jovens, idosos e indígenas de acordo com o Ministério da Saúde. No Brasil, o suicídio é a quarta maior causa de morte entre jovens 15 a 29 anos.

Os principais fatores de riscos para a tentativa de suicídio são: quem já tentou anteriormente; por abuso de substâncias; ter entre 15 e 35 anos ou mais de 75 anos; histórico familiar; falta de vínculos sociais e familiares; doenças terminais ou incapacitantes; desemprego; declínio social; divórcio; estresse continuado; extremos monetários; transtornos mentais, entre outros.

Talvez seja mais importante citar o que não se deve fazer e instruir, e assim, ajudar e muito se passar por uma situação como esta. O que NÃO se deve fazer com a pessoa que fala, planeja e tenta o suicídio: Condenar, Banalizar, Dar a sua opinião, Brigar, Estereotipar, Zoar…  

E como ajudar? Escute, incentive a busca de ajuda profissional como o médico psiquiatra e o psicólogo, mantenha o contato, criar uma rede de apoio com amigos e familiares, utilizar o serviço da CVV e em caso de emergências, o SAMU.

Centro de Valorização da Vida (CVV)

O centro de valorização da vida é reconhecido como Utilidade Pública Federal desde a década de 70. É uma organização sem fins lucrativos e filantrópica que busca dar apoio emocional e prevenção do suicídio para quem precisa. Desde 2015, é possível entrar em contato com eles através do telefone 188, de maneira gratuita.

Emergências

Se alguém está em perigo eminente de se machucar ou machucar outros, entre em contato com profissionais de emergência (SAMU 192), um familiar e ligar para o médico e/ou psicólogo, se houver.

Vamos conversar?

Vamos continuar conversando… de setembro a setembro…

Eu quero te escutar! Falar é a melhor solução…

Peça ajuda!

 

By |2018-10-30T10:41:49+00:00novembro 20th, 2018|Categories: Psicologia|Tags: , |0 Comments

About the Author:

Thelma Domingues
Psicóloga (CRP - 05/56218) e Psicopedagoga clínica, graduada em Psicologia e Administração de Empresas, especialista em Psicopedagogia Clínica e Psicopedagogia Institucional e Educação Especial. No Rosa Valente, escreve temas relacionados à sua prática e outros assuntos do cotidiano.