Cada vez mais estamos diante de um novo fenômeno da adolescência no desenvolvimento humano, compatíveis com as mudanças da sociedade. Atualmente, a adolescência vai até 19 anos, de acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde, porém um grupo de cientistas defende a extensão até os 24 anos, para garantir direitos por mais tempo. Mas por outro lado, delongar a adolescência pode infantilizar os jovens. A permanência na casa dos pais engloba os adultos de 25 a 34 anos, o que determina uma “semidependência”, caracterizando a adolescência estendida.

A pergunta que não quer calar: estamos sabendo crescer? Por que os jovens adultos estão tão infantis?

De uma maneira geral, não estamos sabendo crescer, pois desde cedo somos privados de frustração, de receber não e batalhar para alcançarmos nosso objetivo.
Na nossa sociedade é comum um comportamento egocêntrico, ter dificuldade de assumir responsabilidade, há uma facilidade em estabelecer e interromper relações, a imaturidade emocional, entre outros. Os filhos estão sendo criados presos dentro de casa (com medo da violência), com menos relações sociais e os pais, para suprirem a falta, fazem de tudo, oferecendo muitos e muitos brinquedos de custos elevadíssimos, e com a pior de todas as concessões: o “sim!” O poder ilusório que posso tudo. Mesmo os jovens que, embora tenham se esforçado para estudar ou trabalhar, desistiram por causa de barreiras externas, pois não aprenderam a persistir, a criar uma oportunidade e até mesmo ter o discernimento para avaliar e tentar em outro momento propício.
Não tem fórmula mágica, não tem segredo, nossa sociedade é o reflexo da maneira que criamos nossos filhos, o desenvolvimento da moral, da ética. Quais são as ferramentas que possuem para enfrentar o mundo? Sabendo que a maioria não tem chance (pois a exigência familiar está altíssima), uns estão retardando a vida adulta e outros desistindo dela…
Para crescer é fundamental a ajuda da família, que em conjunto com o jovem realize essa mudança. A independência precisa ser dada aos poucos.
Crescer é parte do desenvolvimento, e para isso é necessário que você faça a suas escolhas sabendo que desistiu de outras e tenha persistência para atingir seus objetivos, se responsabilizar pelos próprios erros e tolerar os dias de frustração.

Jovens, não tenham medo de crescer, de dar o próximo passo, do desconhecido e da responsabilidade. Sei que estaremos aprendendo enquanto estivermos vivos. Mais que crescer, é preciso saber viver!

Para saber crescer é preciso saber viver!

E seja feliz!