Surpresas da Vida!

By |2019-10-23T16:26:14-03:00outubro 23rd, 2019|Categories: Reflexões|Tags: , , , |

Durante minha infância , jamais pensei que eu teria estas limitações que tenho hoje, Acreditava que teria uma vida completamente normal e comum e que todas as histórias as quais minha avó paterna contava antes de dormir se tornariam reais

Que eu iria dirigir, viajar muito e para o lugar que eu quisesse , teria o meu carro ,  filhos ,uma vida independente …Que eu iria fazer a faculdade que eu gostaria , que eu me casaria, que eu moraria em Londres , talvez em Paris , ou aonde eu quisesse … Enfim , tudo  foi e é completamente diferente das histórias que ela costumava me contar e eu adorava ouvir

Embora ,desde cedo tivesse começado a minha peregrinação por médicos , exames e hospitais . Sabe , nem em sonho eu imaginava que algum dia eu ficaria assim… Mas , como tudo na vida supera-se , e  eu acredito que todos nós temos força para superar  tudo , todos os tipos de perdas , todos os tipos de limitações e todos os tipos de deficiência .

Todos nós temos força suficiente para vencer todo o tipo de barreira e preconceito imposto pela sociedade e muitas vezes por nós mesmos.

Não perder a fé e a esperança em dias melhores é o que nos torna  fortes e vencedores nesta árdua missão que todos temos  , a qual Deus nos deu que é VIVER !

Um dia tudo será como eu quero ? Não sei só , Ele sabe !

Era uma vez…

By |2018-04-11T16:51:04-03:00abril 12th, 2018|Categories: Reflexões|Tags: , , , , , , , , , |

Uma menina novinha chamada Fernanda. Ela se considerava “perfeita”, mas não era e nunca será, pois ser perfeita não é o seu forte. Geniosa como poucas pessoas, tingia os cabelos de preto. Amante do sol, toda vez que o verão chegava ficava super bronzeada. Adorava sair caminhando pelas ruas sem destino certo e dançar uma noite toda sem parar. Era tímida que só, não gostava de falar com pessoas que não conhecia porque tinha vergonha da sua voz já prejudicada pela doença. Amava correr, pular, jogar vôlei, andar a cavalo e principalmente ser livre. Achava que sabia tudo da vida, porém não sabia nada. Sobretudo está sempre disposta a aprender e ampliar seus horizontes.

Sua dor um dia foi grande, pois sua vida mudou muito. Mas hoje já não é mais porque ela vive o presente. Seu passado ficou para trás. Não se bronzeia mais no verão, porém continua amando o sol. Hoje em dia já não corre mais, nem consegue ficar uma noite inteira dançando sem parar e já não tem mais vergonha da sua voz. Felizmente ela nunca se dá por vencida e sempre sabe recomeçar. Ela nunca deixará de ser uma sonhadora convicta, esse é um dos segredos da sua vitalidade. Seu corpo já não é mais livre, porém sua alma sempre será.